Archive for the ‘Sem categoria’ Category

Tapa na cara, algumas felicidades, vida

28/07/2012

Espera aí. Antes de eu começar a escrever esse texto, cujo tema não faço ideia ainda, peço humildes desculpas aos leitores (poucos, mas amáveis) por nunca atualizar isso aqui. Alguns sempre cobram, passam por aqui, não vêem nada, eu faço promessas, e sei lá, acredito que seja frustrante para os que ligam. Eu sei que esse é o site favorito de vocês.

Eu nem sei bem como começar esse texto, já comecei e deletei ele diversas vezes. Essa foi a quinta vez. Enfim. Essa semana tá sendo bem complicada. E eu me dei conta que diversas escolhas feitas estão me levando pra um caminho de vida que porra, não vai me agradar em nada. Eu perdi muitas, diversas oportunidades, e eu começo a achar que estou com excesso de coitadismo.

Aquela sensação de se achar inferior em toda situação, mesmo que você perceba que o momento te favoreça. Eu sou ruim, não sou capaz, não tenho motivos, nem cobranças. Caras, nem pra terminar um relacionamento eu sirvo, puta que pariu, cadê minhas bolas? Será que perdi essas bagaças a tanto tempo e não reparei?

A coisa só não desmorona de vez por que sim, felicidade se faz presente nesta porra também. Eu não tive motivação o suficiente pra escrever sobre isso, mas chegou agora. Obrigado Palmeiras! Você é um dos únicos motivos pra sorrir este mês! Só tenta não me desanimar por que perder pro Bahia não é algo que meu coração aguenta.

Falando em coração, mas citando sem ter nenhum envolvimento com a causa, lá vem mais problema. Estou limitado a n número de alimentos, e a culpa é tua, refrigerante filha da puta! Fui diagnosticado com gastrite, e pessoal, como eu sofri com isso no início. Como se não fosse o bastante sofrer, o ótimo sistema de saúde desse país “contribuiu” pra caralho na solução do meu problema. Olha a copa aí.

No mais, segue aquela rotina de treinos em cima de treinos, apertos escolares, que esse ano tão me preocupando até. Queria sair dessa vibe de vagabundo mas dois fatores andam me impedindo, já que são duas coisas que sempre andam comigo, amigos e celular com acesso a internet. Mas eu melhoro assim que possível.

Ah, só mais uma coisa. CHUPA CORITIBA DA GAMA. É nóis.

Anúncios

Um dia lento e desprezível

07/07/2012

Eu não podia esperar algo de bom desse dia. Eu ainda não entendi o motivo mas a expectativa pra este dia não foi a mesma das de antes. A espera não foi angustiante, e a chegada não tão excitante. Eu devia ter visto alí que a parada não ia ser das melhores. Sim caralho, eu tô falando da bosta do meu aniversário.

E ele começou cedo. Precisamente as 00:00 enquanto eu jogava Battlefield 3 com meu irmão. Já pipocavam alguns parabéns na timeline do Twitter, no MSN, Facebook. Eu tava me sentindo bem. Parou por aí. Acordei mal, e vivi o dia mal. Não tô afim de citar acontecimentos, até por que não merecem estar aqui.

Enfim, 16 anos, diferença nenhuma foi sentida. Me sinto ainda o mesmo moleque, uma criança num corpo de homem. Foda isso. Mas eu sou homem, eu aguento. Acho melhor eu continuar lendo aqui, tomando meu suco que não é suco, e comendo essas batatas com cebola e salsa. Tá gostoso até.

Ai se eu te pego

03/07/2012

E é no ritmo de Michel Teló que eu vos escrevo esse texto. Sem pretensão nenhuma de passar alguma esperança de atualizações no mínimo, como podemos dizer, “frequentes”, voltei o blog do início pela não sei das quantas vez. A intenção sempre foi tentar manter isso aqui mas as pesquisas para achar a cura do meu perfeccionismo já tão bem encaminhadas. Fica por aí agora que o negócio vai ser sério, dessa vez eu não vou azedar a marmita.